O ocorrido foi a gota d'água e Yago acabou sendo expulso do colégio. O homem vestindo preto era um delegado da polícia de crimes digitais, um CyberCop e tinha todas as provas de que a invasão partiu do micro de Yago. Seu pai implorou para que o delegado não levasse o caso adiante e teve que pagar pela recuperação dos dados adulterados na escola em troca de não haver nenhuma ação judicial.

Na volta para casa, Yago teve uma discussão séria com o pai e, pelo seu histórico, não conseguiu convencê-lo. Yago é um jovem como outros de nossos tempos: rebelde, notas baixas na escola, com poder para se concentrar somente naquilo que lhe interessa e disperso na maioria das atividades. Só quer saber de jogos de computador, lan houses e Internet. No entanto, muito inteligente e hiperativo.

Yago chegou em casa e foi direto para o quarto, ligou seu computador na tentativa de falar com o Hacker IP. Mas como chegar até ele? Onde ele estava? O Hacker IP era sua mais forte testemunha...

Yago acabou por perder boa parte de seus amigos reais. Agora, a maioria de seus amigos eram seus adversários de jogo. Seu pai teve que procurar uma nova escola ainda mais cara para Yago, e as coisas, financeiramente, já não andavam muito boas na família.

A empresa onde seu pai trabalhava não estava muito bem das finanças e muitos funcionários do setor já haviam sido demitidos. Isso deixava-o muito ansioso e nervoso e fazia com que bebesse um pouco além do normal. Também estava cada vez pior de saúde. Um problema que não afetava Yago, pois os jogos eram a sua fixação. No mesmo mês - para piorar ainda mais a situação - a mãe de Yago, sempre carinhosa com o filho, foi demitida do trabalho por corte de funcionários.

A empresa alegou necessidade de redução de custos. Mas isso também não era um problema que interessava a Yago.

Três meses se passaram e apesar do pai ter proibido Yago de ligar o computador, ele fazia isso escondido e estava sempre jogando.

Era um sábado de frio em São Paulo, mês de julho. Yago estava disparando tiros no jogo de seu computador, quando novamente sua tela fica escura.

 

 

realização:
4LINUX
apoio:
Instituto Ibi
HackerTeen
Rua Teixeira da Silva, 660
São Paulo, SP, 04002-033 Brasil
Tel: +55 11 2125-4747