Jovem bem sucedido dá o exemplo para adolescentes

Profissional de Segurança da Informação ministra palestra para os alunos do HackerTeen

Gustavo Alberto de Oliveira AlvesDia 07 de outubro (sexta-feira) Gustavo Alberto de Oliveira Alves, uma das referências nacionais em Segurança da Informação, fará uma palestra para todos os alunos do HackerTeen, das 15:00 às 16:00h, através do NetClass, a sala de aula virtual do projeto. Dicas para uma carreira de sucesso em Segurança da Informação é o tema do bate-papo que terá com os jovens.

Gustavo Alves venceu o Desafio Internacional do Sans Institute e, aos 21 anos, já ministrava treinamentos e palestras para empresas e órgãos do governo. Atualmente, aos 26 anos, é o responsável pela elaboração do curso de pós-graduação, Lato Sensu, Master of Security Information, no Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, NCE/UFRJ ( http://www.nce.ufrj.br), onde atua como coordenador. Está lançando um livro sobre Governança de Segurança da Informação e ainda mantém suas atividades de consultoria em segurança.

A palestra será gravada em um LOG e disponibilizada para todos que acessarem o site do HackerTeen (http://www.hackerteen.com.br)

Confira abaixo um pequeno relato sobre sua trajetória profissional.

O começo

"Com oito anos me inscrevi num curso de Basic perto da minha casa e assim aprendi a programar. Depois de um certo tempo afastado, voltei a mexer com computação aos 15 anos, quando ganhei o meu primeiro micro. Nesse período, a Internet estava começando no Brasil e eu a acessava basicamente para jogar. Sempre mexi em dois sistemas operacionais: windows e linux. Fiquei dois anos completamente imerso neste mundo: acessava os canais de IRC e entrava nos grupos fechados; comecei a aprender a utilizar os programas de hacking. Foi dessa forma que conheci o lado negro da Internet. Não havia a cultura de segurança que existe hoje, por isso, era basicamente fácil o comprometimento de um sistema (por exemplo, o roubo de senhas e logins)".

O outro lado

"Com o amadurecimento, notei que estava no lado errado. Da forma como eu estava indo não chegaria a lugar nenhum, precisava me especializar mais e poderia utilizar meus conhecimento para crescer profissionalmente e ajudar usuários desprotegidos. Assim, resolvi me dedicar aos estudos para o vestibular. Deu certo: passei em Informática na Universidade Federal do Rio de Janeiro. No primeiro ano da faculdade já estava em um projeto de Iniciação Científica. Li muito, estudei muito, e montei vários laboratórios de testes de ferramentas, me aprimorando cada vez mais".

"Aos 19 anos fui contratado como estagiário de suporte técnico da Módulo e, depois de um tempo, estabeleci como meta pessoal ir para o Desafio do SANS. Sempre fui muito perseverante e acreditava fielmente que poderia alcançar esse objetivo. Fui promovido à analista de segurança Trainee. Após seis meses, já era analista Junior. Três ou quatro meses depois, analista Pleno e depois Sênior, quando fui para o desafio do SANS tinha aproximadamente 21 anos".

Reconhecimento profissional

"Venci o desafio e, depois disso, apareci no programa Fantástico, na revista Exame, na TV E, sendo então reconhecido no mercado como um profissional experiente e bem sucedido em Segurança da Informação. Comecei a ser convidado para diversas palestras, cursos e treinamentos na área de segurança, perícia forense, aspectos legais, etc. Cada vez me aprofundando mais nos assuntos da área. Com certeza, fui um dos responsáveis pela disseminação da cultura de segurança, que até então, era bem deficiente".

A trilha para o sucesso

"As características principais que um adolescente precisa ter para entrar no mundo da segurança e manter-se nele, na minha opinião, são: estudar muito, ter gosto pela leitura, responsabilidade com atividades e horários e perseverança. Considero fundamental ter uma estratégia em mente para alcançar as metas definidas: o que preciso fazer de imediado para ter este objetivo alcançado? O que preciso fazer a médio prazo? E, finalmente, quais são as atividades que preciso realizar a longo prazo? Disciplina também é fundamental; sem ela é muito difícil conseguir alcançar os objetivos".

Além da vida profissional

"Muitas pessoas acham que vivo preso ao mundo da informática. Tento contrabalançar a vida profissional de bits e bytes com atividades esportivas como box, surf e musculação. É importante a realizar atividades externas porque ficamos muito tempo sentados em frente à máquina, o que acaba nos induzindo ao sedentarismo. É importante haver um equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional para que uma não interfira negativamente na outra. Além de todos esses fatores, um fundamental para o sucesso é bem simples: estar bem com você mesmo".


Departamento de Comunicação:
Cláudia Souza Bom

Voltar

 

 

realização:
4LINUX
apoio:
Instituto Ibi
HackerTeen
Rua Teixeira da Silva, 660
São Paulo, SP, 04002-033 Brasil
Tel: +55 11 2125-4747